A"DESCOLONIZAÇÃO"ASSENTOU EM LEI ANÓNIMA AQUANDO DA EXISTÊNCIA DE GOVERNOS PROVISÓRIOS SEM LEGITIMIDADE CONSTITUCIONAL.
O processo da traição:
Este poderia muito adequadamente ser a designação de causa posta em tribunais sobre a (descolonização exemplar).
Talvez mais expressiva do que a da cadeia, será - O JUÍZO DA HISTÓRIA -.
`

CASSINGA A SEDE DA SWAPO.


ENTRADA PARA CASSINGA.


CASSINGA- FORÇAS DA SADF - "OPERAÇÃO PROTEA" 1981.
"Operação Protea" era a operação militar da SADF que destruiu grande número de bases da SWAPO dentro de Angola, que ocorreu de 23 de Agosto a 4 de Setembro de 1981.



MAPA DE ESTRATÉGIA DO EXÉRCITO SUL-AFRICANO.



Esboços do exército Militar Sul Africano. Pontos estratégicos.


PÁRA-QUEDISTAS SUL-AFRICANOS.

Pára-quedistas Sul-Africanos.








PÁRA-QUEDISTA DA SADF COM
MATERIAL DE GUERRA SOVIÉTICO CAPTURADO.



Documentos capturados aos russos.









Medicamentos capturados aos russos, 
entre outros, Plibex-injectável, vitamina, de fabrico soviético. 
Zimemak medicamento dos anos 50/60, para coagulação do sangue.


Um Oficial Sul-Africano posando ao lado de peças de artilharia M-46 russas, capturadas.



Forças Sul-Africanas inspecionam um tanque T-55, russo, que foi nocauteado pelos próprios russos por engano durante uma batalha ao longo do rio Lomba, no sudeste de Angola.



Este veículo, russo, de combate BTR-60 de infantaria foi destruído pelas Forças Sul Africanas Ratel APCs.



Este mortífero helicóptero russo, Mi8/17, foi destruído pelo fogo de um morteiro em Angola. Observe as vagens foguete sob o winglet.




                     Outro helicóptero – Mi8, russo, abatido pelas Forças Sul Africanas.



                                        Outro -Mig, russo, abatido por míssil Stinger.



O resultado das batalhas no sudeste de Angola. 

As carcaças comunistas, russas, pelas matas de Angola.



Estes veículos russos foram eliminados pelo Exército Sul-Africano. 

Alguns deles eram tão novos que tinha apenas algumas centenas de milhas no relógio.


As armas comunistas capturadas ao MPLA, pelas Forças Sul –Africanas na "Operação Protea".




Esta é apenas uma pequena parte dos milhares de toneladas de armamento soviético capturado pelos Africanforces do Sul, em uma única operação em 1981. (Eles capturaram muito mais em anos posteriores).

Só para dar ao leitor uma ideia da dimensão e da ferocidade dos combates em Angola na década de 1980 do Exército Sul-Africano e da UNITA contra os comunistas (MPLA, russos e cubanos), o material bélico capturado pelo Exército Sul-Africano. Em uma série de batalhas ferozes contra a Brigada 47 (comunista), o seguinte equipamento que foi capturado ou destruído:

• 21 tanques T-54 e T-55 (quatro T-54s capturados e entregues à UNITA.
• 4 veículos lançadores de mísseis SA-8 (um capturado intacto);
• 1 veículo logística-8 BTR-60 Sam (capturado);
• 1 veículo de comando-8 BTR-60PU Sam (capturado);

22 blindados de transporte de pessoa l BTR-60(11 capturados);
• 4 camiões-montados foguetes múltiplos sistemas, ou "Órgãos de Stalin" 122 milímetros BM-21 (2 capturados);
• 3 Veículos Combate BMP-1 de infantaria mecanizada (2 capturado);
• 83 camiões de logística (45 capturados);
• 2 veículos blindados de recuperação BTS-4 (1 capturado);
• 26 carros anfíbios scout BRDM-2;

• 2 pontes móveis TMM;
• 1 radar de defesa aérea Flat Face (capturado);
• 6 canhões antiaéreos 23 milímetros ZU-23 (4 capturado);
• 3 armas de longo alcance 122 mm D-30 Howitzer (2 capturado).



As latas de conservas encontradas no campo de batalha após a luta do MPLA (comunista). Note-se a origem de Cuba. A lata na parte superior tem a palavra "Hollanda". Este é apenas um exemplo de como alimentos doados para fins pacíficos e humanitários por parte dos países ocidentais e das igrejas, que acabam em mãos criminosas comunistas!



Cuito-Cuanavale 1987. Exército Sul-Africano G-5.



Carro de combate anfíbio e Orgão Estaline 
capturados aos cubanos pelas Forças Sul-Africanas.




Radar móvel, russo, capturado aos cubanos pelas Forças Sul-Africanas.
Este avançado radar face plana russo foi capturado pelas Forças de tacto Sul-Africanas, em Angola. 
Nota: Muitos dos mais sofisticados sistemas de armas orientais foram vistos pela primeira vez por observadores ocidentais quando foram capturados pelas tropas Sul-Africanas em Angola!
À esquerda um Brigadeiro Sul-Africano mantém conversações com um coronel cubano (à direita).




Na foto um soldado russo, Nikolai F. Pestretsov, 
que foi capturado no interior de Angola em Agosto de 1981 pelas Forças Sul-Africanas.




Artigo num jornal Sul-Africano sobre a morte dos soviéticos, 
e do soviético capturado e em cativeiro, Ensign N. Pestretzoff, no sul de Angola em Agosto de 1981.


Namibe, Novembro de 1982. Ponte sobre o Rio Kwanza.




Um grupo de forças especiais de mergulhadores de combate da África do Sul. 
Ao centro, sentado, Breytenbah, é um dos fundadores das forças especiais sul-Africanas. Que sabotaram os navios soviéticos em Luanda, em 1983, minaram a ponte estratégica sobre o rio na Namíbia em 1982, e no porto do Namibe sabotaram os navios soviéticos- "Capitão Vislobokov" e "Capitão Chirkov".




Mergulhadores do Exército Sul Africano.



Cuito-Cuanavale 1984, Exército Sul-Africano.



Propaganda comunista dirigida aos Militares Sul-Africanos:

"Oficiais Sul-Africanos, sargentos e soldados! Porque vocês vieram para Angola? Angola não ameaça a África do Sul. A cada passo para você está esperando o sofrimento e a morte. Antes de soldados bem treinados com armas modernas e prontos para lutar até a vitória. Então será tarde para ti. Volte para o seio de suas famílias".




Propaganda comunista dirigida aos Militares Sul-Africanos:
"A invasão de Angola significa para ti apenas uma coisa, a morte. Recusa a lutar salva a tua vida".











A HISTÓRIA DE CASSINGA, CONTADA PELOS PÁRA-QUEDISTAS.




SADF - NATIONAL FORCE.
Tribute to these brave men of South Africa, who fought to the end to stop the spread of communism to the field in South Africa.

FORÇAS NACIONAIS - SADF.
Homenagem a estes Valorosos Homens da África do Sul, que Combateram até ao fim, para impedirem que o comunismo avança-se para o domínio a Sul de África.



Rogéria Gillemans.






Parque da Liberdade.
Monumento na cidade de Pretoria, Sul-África.



oncontextmenu='return false'>