A"DESCOLONIZAÇÃO"ASSENTOU EM LEI ANÓNIMA AQUANDO DA EXISTÊNCIA DE GOVERNOS PROVISÓRIOS SEM LEGITIMIDADE CONSTITUCIONAL.
O processo da traição:
Este poderia muito adequadamente ser a designação de causa posta em tribunais sobre a (descolonização exemplar).
Talvez mais expressiva do que a da cadeia, será - O JUÍZO DA HISTÓRIA -.
`

RUSSOS E CUBANOS NO DOMÍNIO DE ANGOLA.

Em Cuba, em Moscovo e em Angola os veteranos da criminosa guerra juntam-se para a comemorar.


Cuba, Havana, 1985: 
O chefe conselheiro militar (repetidamente) em Angola coronel-general K. Kurochkin, aceite em Cuba por Fidel Castro, para discutir a coordenação entre o comando das tropas cubanas e um grupo de SHS.




Embaixador de Angola na Rússia, general Roberto Leal Monteiro "Ngongo" prémios na Primeira Conferência da União presidente da ONG com um souvenir Sagachko W.





Luanda, 15 de Dezembro de 2006: 
Antes da abertura da 2 ª Conferência Internacional do Nordeste da Ásia. À direita o membro da CBA S. Kononov, esquerda o membro da S. CBA Kolomnin.




21 de Março de 2010: 
Realizou-se uma reunião amistosa de veteranos comunistas da guerra de Angola, marca o domínio dos soviéticos na Namíbia - antigo Sudoeste Africano, dos últimos territórios invadidos pelos comunistas no continente africano. Com a presença de Vladimir Chepyzhenko, Ignatowicz Igor, Gladkov Maxim, Sidorin Stanislav e outros em nome do NEA e do "svapovtsev" que trabalhava em Angola de 1977-1988, organização de terrorismo que estava envolvido nas atividades da SWAPO e do seu braço militar, PLAN (Exército Popular de Libertação da Namíbia) a partir de Angola.




29 Março de 2001: 
Discurso do chefe militar da ex União-Soviética, consultor em Angola (1982-1985 GG), coronel-general para a Casa da Amizade Kurochkin em uma conferência sobre o aniversário da guerra.



Fevereiro de 2011: Embaixada da República de Angola em Moscovo.




1980 soviéticos em Angola: 
Grupo SHS. linha 1ª, da esquerda para a direita: Tenente-Coronel Shurakov IV, Ivanov, yursluzhby Coronel Starchenko NA (Procurador-Assessor FAPLA), Major-General Kirsanov, Major-General do Coronel Inyutsin Kucan IK (assessor cedo. ADM FAPLA GSH). 2ª linha: Matus, pulando, Kozhevnikov VN (conselheiro político da Direcção de Defesa Aérea da Força Aérea.), Coronel Belyaev, VF, coronel Sviridenko LD (assessor da gestão do pessoal das FAPLA), serviços médicos de Coronel Nestyak VD , Tretiak, coronel Kuzmin (assessor das FAPLA serviço militar, ele ainda era presidente da cooperativa Sovispano "em conjunto com o tenente-coronel Shurakov IV).




Luanda, 15 de Dezembro de 2006: 
Presidência da Conferência. Da esquerda para a direita: Embaixador de Angola na Rússia, Tito Manuel Armando, vice-presidente Shuvanov S. NEA, NEA presidente Vladimir Sagachko, director do Centro Internacional de Cooperação Industrial (Onudi), na Rússia, Korotkov, Koshev K. (Sociedade de Solidariedade com os Povos da Ásia e África ).




Luanda, 23 Março de 2008: 
Antes da cerimónia de comemoração do 20 º aniversário da guerra em Cuito Cuanavale. Membro do Conselho Yuri Andrianov CBA com o ministro da reconstrução e desenvolvimento de Angola, membro honorário da Izheniu NEA Francisco Lopes Carneiro.



Luanda, Junho de 2007: 
O Museu Central das Forças Armadas (hall № 21) abriu um stand com a memória dos soldados soviéticos em Angola, Etiópia e Moçambique. No centro a estante de exposição de troféus, fotos, documentos, com os participantes nos eventos em Angola, Etiópia, Moçambique: Kurochkin K., Hrupilina B., Plyachenko Y., Sagachko V., Chizhov O., Kolomnin S., A. Tokarev , E. Yozhikov e outros.



Luanda, Maio de 2006:
Encontro do Chefe do Estado Maior General do Exército angolano AF Nelumba "Sanjar", em frente à entrada para a exposição com o nome:
"A Rússia no sangue de Angola, não é vermelho na terra vermelha".
Vice-presidente de esquerda SMA S. Shuvanov deixou o general "Sanjar", no centro - o adido militar de Angola na Rússia, brigadeiro Luiz Inácio Mushitu, Moscovo.



Luanda 19 de Abril de 2008: 
No Instituto Africano de estudos realizados e bem sucedidos CONFERÊNCIA CBA, intitulado "A Batalha de Cuito Cuanavale 1987-1988.



Luanda, Abril de 2007:
 Reunião de cerimoniais dedicadas ao Dia de reconciliação em Angola, foi realizada no Clube UPDK.







AS MEDALHAS DE HONRA PELO GENOCÍDIO DO POVO ANGOLANO.

A Ordem de honra da (URSS.





Medalha de Fortalecimento da Irmandade da (URSS)



Medalha "Pela defesa do Cuito Cuanavale" ao membro da A. NEA Shishova (esquerda) e uma medalha de honra da educação FAPLA.




OS COLONIALISTAS DE ANGOLA:


oncontextmenu='return false'>