A CHAMADA "DESCOLONIZAÇÃO" ASSENTOU EM LEI ANÓNIMA AQUANDO DA EXISTÊNCIA DE GOVERNOS PROVISÓRIOS SEM LEGITIMIDADE CONSTITUCIONAL.

O PROCESSO DA TRAIÇÃO: Este poderia muito adequadamente ser a designação de causa posta em tribunais sobre a (descolonização exemplar). Talvez mais expressiva do que a da cadeia, será - O JUÍZO DA HISTÓRIA -.


ANGOLA -1975 A PONTE AÉREA ...


A 03 de Junho de 1975 teve início da chamada "Ponte Aérea", dada por terminada no dia 03 de Dezembro e concluída a 06 de Dezembrode 1975, ( 900 mil voos ) a um ritmo impressionante de 1.000 pessoas transportadas por dia, para a fuga de Angola, desta gente traída e abandonada!

A DÍVIDA
Os portugueses refugiados de Angola para o mundo não existem: Estão omissos pela hipocrisia do mesmo, é como se não existissem, não é pela cor ou pela raça, é pela conveniência de alguns países que têm os seus interesses em Angola. Para Portugal porque não lhes convêm a sua existência pelos seus testemunhos; Porque desnudam a cumplicidade desse "governo" da época e dos criminosos que o compunham que, descaradamente venderam Angola aos Russos. Aos capatazes que "governam" Angola não lhes são convenientes; Porque são capazes, cultos e patriotas. Os portugueses de Angola perderam tudo que tinham construído ao longo de gerações, fruto do esforço do seu trabalho, muitos desfizeram-se dos seus bens na Metrópole para investirem em Angola, e, encontram-se até à data sem terem recebido qualquer indemnização pelos seus bens espoliados, dada a incompetência dos pequenos homens que têm governado Portugal onde a Justiça deixou de ser Lei e, a honra tal como a moral foram substituídas pelo crime de corrupção. Os alemães que residiam em Angola já foram indemnizados. Porque motivo os alemães viram as suas fazendas devolvidas por Angola, e os Portugueses de Angola continuam a aguardar por Justiça?
Enquanto não for feita Justiça o clamor por ela vai continuar, e o fim deste passa  pela punição dos Criminosos. Com ela feita, teremos a oportunidade de reconciliar os povos, honrar o país, dignificar os nossos mortos, os vivos, e a humanidade. É necessário ajustar as memórias à verdade sobre o criminoso golpe contra o Estado a 25 de Abril de 1974, e sobre a verdade da "Criminosa Descolonização".
oncontextmenu='return false'>