A"DESCOLONIZAÇÃO"ASSENTOU EM LEI ANÓNIMA AQUANDO DA EXISTÊNCIA DE GOVERNOS PROVISÓRIOS SEM LEGITIMIDADE CONSTITUCIONAL.
O processo da traição:
Este poderia muito adequadamente ser a designação de causa posta em tribunais sobre a (descolonização exemplar).
Talvez mais expressiva do que a da cadeia, será - O JUÍZO DA HISTÓRIA -.
`

OS CUBANOS E OS RUSSOS USARAM NAPALM E ARMAS QUÍMICAS.



Os cubanos fizeram prática corrente do uso de bombas de Napalm, para bombardear as aldeias habitadas como presuntas (posições) dos guerrilheiros da UNITA. Até ao momento que um acidente provocou a explosão de um helicóptero resultando mortos e feridos graves, cubanos.
A imprensa cubana da época acusava de genocídio as tropas dos EUA no Vietnam, por usarem Napalm, proibida pela Convenção de Genebra em 1980, após a Guerra do Vietnam. Apesar de rudimentar, por falta de tecnologia, as tropas cubanas usaram Napalm na guerra em Angola. De 1985 a 1986, os cubanos carregavam helicópteros com 55 galões de lança Napalm sobre os guerrilheiros da UNITA, ou povoações, e granadas de mão detonadas.


Nova Lisboa-Huambo, 1979.



Sepulturas de cubanos, espalhadas por todo o território angolano:

Este testemunho revela que os restos dos cubanos mortos em Angola começaram a ser identificados desde os primeiros anos da guerra, apesar que não foram repatriados antes de 1989.
Entre os anos 1978 e 1979, por todos os lados procuravam sepulturas de cubanos nas matas, escavavam para enviarem os restos e objectos pessoais encontrados junto, para Luanda para serem identificados e trasladados para Cuba. Eram as sepulturas dos cubanos desaparecidos em 1975.
Cabia a tarefa ao chefe da base hospitalar em Luanda da identificação medir os ossos, calcular a estatura, determinar a raça, possíveis enfermidades, e comparar os dados com os dos desaparecidos, estudar as dentaduras para comparar com os records dentais, examinar os objectos encontrados junto, como pacotes e cigarros, fotografias, medalhas, etc...


Entre 1986 e 2005 Angola foi afectada pelo vírus de Malburgo (Ébola).
Só na província do Uige foram registados 375 casos dos quais 345 foram mortais, entre Fevereiro e Junho de 2006 morreram de cólera mais de 1.600 pessoas. A epidemia propagou-se a catorze das dezoito províncias. Em Luanda há mais de 43.000 casos registados até agora e mais de 22.000 pessoas estão infectadas, a maioria crianças. Dois milhões de Angolanos estão infectados pelo VIH/SIDA. da organização mundial da saúde (OMS, 2005) até Dezembro de 2005.
Como se não fosse bastante, a juntarem-se a estas surgiram as doenças que estavam erradicadas até 1975, encontram-se novamente activas, como a malária, a febre tifóide, a poliomielite, a doença do sono e a tuberculose.



Aeroporto de Nova Lisboa, quando um território é demasiadamente rico, os tartufos fazem
continência com bater de pala, para que os julguem "amigos" , e assim, dominaram povos e territórios em África.


oncontextmenu='return false'>